domenica, agosto 02, 2009

ao novo amor dará...o que tiver que dar...


E a dor poderia dar no mesmo lugar..
da alma - ao corpo material...
mas os devaneios se sobrepõe a real tentadora vontade de ficar
partir e então levar os devões

ficar e então ser forma e conteúdo...

Amor dará...e receberá...
o tempo é um espiral
existe mão, boca e o ato nada banal....

vamos assim esmiuçando as tentações
do tempo partido e descarnado do ontem
o hoje, o porém do amanhã sem sentido

mas é na estrada
que as pétalas vulneráveis se desfazem

que a sedenta noite cai e proclama
é a saudade que resiste

enfim somos tolos, humanos, calejados
as fraquezas mais carnais e almáticas
que percorrem veias, sangue, áurea
e a flor se abriu
prefiro as pernas que me movimentam
o amor que me contrai

mas a gente não inventa a dor
e frente um ao outro a gente se sente bem melhor
Bem-vindo ao amor....

1 commento:

Pricila De Assis ha detto...

Olá!

Tb tenho um blogspot e, por essa razão sempre dar-se um blog a outro. Quero registrar minha breve passagem em um dos seus texto, parabéns vc escreve tão bem, quanto outros por aqui.

Gostei muito deste seu pensamento.


Amplexos,

Pricila De Assis

blog:http://entremortoseferidos.blogspot.com