lunedì, giugno 11, 2007

Ainda não vi, nem vivi, mas já sinto SAUDADES!!!

Saudades!! Todos os poetas já insistiram em tratar dela entre suas entrelinhas, mas será que de fato um dia a sentiram? Creio que sim, afinal como descrevê-la sem ter vivido com sua presença. Mas será que há descrição para a saudade? Quem sabe somente nas metáforas encontramos refúgio para essa tentativa frustada de explicar a saudade, no fundo nada mais fazemos nós poetas do que através das palavras amenizar a dor que traz esta tal saudade...



Saudades
Dos passos arrastados
Dos olhares mal logrados

Saudades
Da voz miúda
E da pele desnuda

Saudades
Dos olhares, Cinderela
E dos gostos de canela

Saudades
Das noites mal dormidas
E das manhãs não vividas

Saudades
Das flores maldizentes
E das mãos tão ausentes

Saudades
Do que não tive
Saudades
Do que não teve
Saudades
Do porém
Saudades, enfim
De alguém!!!!


Saudades do que ainda não vi!!!

7 commenti:

maria josé quintela ha detto...

e como disse Fernando Pessoa: "ah, não há saudades mais dolorosas do que as das coisas que nunca foram."

obrigada pela tua visita. vou ficar e conhecer-te um pouco.

Secreta ha detto...

A saudade não se explica , sente-se... e através desse sentir , vamos tentando expressar esse sentimento tão intenso.
Tb eu sinto saudade de pedaços de vida que ainda não vivi!
Beijito.

madrugada ha detto...

Já tinha saudades,
e passei por aqui.

Belo poema.

cm ha detto...

saudade..saudade...morna ou quente perdura

Maria Clarinda ha detto...

Lindo, claro que todos sentimos já o significado dessa palavra"saudade"!
QAs fotos estão belissímas

Ed...o Ed ha detto...
Questo commento è stato eliminato dall'autore.
Ed...o Ed ha detto...

Saudade sentir , sem saber de onde surgil ou porq dói tanto...
Esse é o destino de nós, que amamos sem ser amado.