martedì, luglio 03, 2007

Era noite!! E uma penumbra nos teus passos!!!


Era noite. Uma penumbra invadia as ruas sombrias. Sombras? Sim, apenas sombras. E eu ia diminuindo na cama, cada vez menor, cada vez maior. Uma confusa insistência de permanecer acordada, mais uma ainda uma insistência de continuar pensando na penumbra da noite, dos passos incertos e quem sabe apenas passos dispersos...

Mas ouvia os passos, não sabia aonde iam, não sabiam como viriam, e cada vez mais a penumbra os afastava, os aproximava. Uma dualidade constante na minha cama, nos meus sonhos, uma dualidade constante na rua.

Era noite e o vento batia na janela fria, ouvia mais uma vez aqueles vibrantes precipícios que se aproximavam. Sonhava, delirava entre os sonhos que invadiam constantemente aquela noite de penumbra. E ela invadia teus passos, minha angústia e o que eu não queria acreditar.

Acordada permanecia na luta ferrenha entre meus próprios voadores, que me deixam assim perdida na penumbra, da torturante luta de todos os dias..Uma noite de insônia, numa noite de penumbra em que teus passos, me fazem pensar no incerto, indevido, no que eu mataria!!!


Nada demais, leitores, apenas uma viagem de uma madrugada perturbada, apenas uma a mais!!!

4 commenti:

Paulo Chagas ha detto...

acendamos uma vela então!
bj

Secreta ha detto...

Uma noite de incertezas , de vagos pensamentos perturbadores.
Beijito.

Bia ha detto...

noites de incertezas... camas grandes/pequenas... só/acompanhada...
passos incertos / insónias
noites mal dormidas atordoadas em pensamentos.
linda a tua escrita
Beijinho e bom fim de semana

Kristal ha detto...

Seus textos são emocionantes e maravilhosamente sensíveis !