mercoledì, gennaio 02, 2008

Horas....passam...devagar...

tristes horas
passam entre os dedos de seda
tristes horas
arranham entre gargantas sedentas
tristes horas
martirizam os devaneios tortuosos
tristes horas
queimam jeitos involuntários de ser
tristes horas
pesam nos braços calejados
tristes horas
repousam neste dia longo, longo
e triste...
mas são apenas tristes horas...já passando...

1 commento:

Banlieue ha detto...

Fazia tempo que não vinha aqui!


Horas, sejam tristes ou felizes, não devem deixar mais que lembranças... a menos que alguém as eternize

Bjosssss