giovedì, luglio 03, 2008

Vazios...distantes vazios...

vazio atemporários
inconstantes melancolias vigentes
sede de latejantes gotas cristalizadas
de vinho
Fome compulsiva do anterior...

pensamentos vagarosos
cadeiras indispostas
pés gelados displicentes
batem no chão


No chão, que vai..vai
Bate, bate não
os pés, a falta de atenção....

1 commento:

Mundo Rua ha detto...

Agora que estou entrando no mundo dos blogs, passei aqui para retribuir a visita. E não sei do que gostei mais, se das fotos ou dos poemas (que têm muito ritmo, musicalidade).
Quanta sensibilidade!
Grande abraço,
Thaís (facesdarte.blogspot.com)