lunedì, ottobre 31, 2005

Um verdadeiro olhar sempre é motivo de poesia...

Imprevisível

Mais uma vez...
tudo é motivo de poesia
É, são seus olhos...
Ou como diz a música seus olhares
Olhares que não entendo
Olhares que não me dizem
Mas olhares que condenam...
A pessoa, a vontade, o desejo
E meus olhos?
Já não os entendo mais
Somente a esses olhares procuram
Somente a essas expressões desejam
Expressões alegres, calmas, imprevisíveis e enigmáticas.
E sua aura???
Aura de quem deixa o vento levar os problemas
Aura de quem aproveita tudo num momento
Aura de quem possui olhares e expressõaes de um incrível,
mas mesmo assim, enigmático homem.

Essa poesia foi inspirada nos olhos mais lindos e verdadeiros que conheci...17/10/2005
Se paixão pra valer a pena tem que ser motivo de poema...então, essa já ta valendo e muito...

1 commento:

Francieli Rebelatto ha detto...

é o feitiço contra a feiticeira pois não consego mais esquecê-lo e passar meus dias sem vê-lo é uma tortura sem fim...Que olhos...que loucura...