venerdì, dicembre 22, 2006

Nas entrelinhas da poesia, o recomeço!!!




Dizem os poetas que tudo na vida vale a pena se for motivo de poema. Quem sou eu para contradizer poetas, já que de poesias podemos alimentar nossa objetiva vida, com ao menos breves emoções.


Mas me pergunto como ver rimas poéticas no ano de 2006? Quando na política a corrupção toma conta de nossas telinhas, os corruptos retornam as urnas e delas saem eleitos, comprovando que a memória do povo brasileiro tem se esvaído. Como pensar em poesia, quando o Brasil perde a Copa do Mundo e tanta gente perde a vida pelo mundo. Enfim, posso estar sendo drástica demais, quem sabe já esteja fazendo poesia, levando em conta o pessimismo em que estavam inseridos vários poetas.

2006 porém aos poucos se despede junto ao pôr-do-sol de mais um ano e independente da situação política do nosso país, cada um de nós deixa muito mais do que o descrédito no poder público, deixa dramas pessoais, problemas familiares resolvidos, ou quem sabe muito mais problemas. Isso, também parece final de novela das oito, mas o que quero dizer com tudo isso?

Falava de poesia, depois da retrospectiva dramática, ou para muitos, apenas uma retrospectiva feliz de mais um ano, tudo isso para lembrar das palavras do poeta Mário Quintana, que em versos foi capaz de sintetizar a magia de qual dependemos para continuar a acreditar no tempo, e por que não 2007? Vamos ao verso, então: “Bendito quem inventou o belo truque do calendário, pois o bom da segunda-feira, do dia primeiro do mês e de cada ano novo, é que nos dão à impressão de que a vida não continua, mas apenas recomeça”.
Assim, eu, que também me considero poeta, acabo essas linhas, desejando à todos um ótimo recomeço em 2007, um ótimo recomeço a cada manhã, quando abrimos a janela de casa e nos permitimos um pouco mais de poesia em nossas vidas, um pouco mais de vida no que na verdade pode ser uma imensa poesia.

E quanto ao Natal, bom esse estou sentindo aos poucos, ainda não entrei no clima, sei que acredito também em Papai Noel e por isso espero ouvir seus passos soar na noite escura na sala lá em casa. Presentes? Paciência, sabedoria e seus olhos...Qual é o mais inatingível? Seus olhos, certamente, de repente seja por isso que ainda não percebi que natal está aí...O que diria então a todos vocês? Sim, digo que papai noel existe e sempre existirá enquanto tivermos magia no olhar, vontade de nos apaixonarmos pela vida e humildade suficiente de perdirmos ao bom velhinho o que de fato queremos.


O que eu quero? Além dos olhos verdes? Felicidade...
E quanto ao relógio aí de cima?
O tempo não pará, não...



4 commenti:

delusions ha detto...

Um bom recomeço para si também :) o mário quintana até que tem razao...

Boas festas e feliz natal cheio de poesia*

José Manuel Dias ha detto...

Feliz Natal e Bom Ano Novo.

karla ha detto...

..................*
................**,**
.............*****,*****
...........*******,*******
....*********,,,,,,,,,,,*********
..********,,,Feliz Natal,,,********
....*********,,,,,,,,,,,*********
...........********,*******
.............*****,*****
................**,**
..................*

Segredos e Gemidos ha detto...

Passei por aqui para desejar um resto de boas festas.
besitos