sabato, dicembre 02, 2006

Rostos, rugas e risos de tantas Marias...

A tempos queria mostrar este pequeno ensaio que nada mais é do que traços, do que retratos da realidade. Aproveitando que está semana estive bastante inspirada com minha máquina na mão e feliz pelo retorno do meu trabalho, aí vai uma palhinha, do que tenho visto através da lente, claro sempre com um toque de poesia, mesmo que às vezes desnecessária perante tais rostos.


Rostos, rugas e risos

Dilatados nas pálpebras semi-cerradas

Visíveis na pele morena

Escondidos na pele rosada

Rostos que correm as lágrimas sofridas

Rugas que carregam vestígios dos dias

Risos bonitos, escondidos, guardados

Nas marcas escuras que escondem teus olhos.

Rostos, rugas e risos

Perdidos, achados, banidos.

Iguais perante o dia

Distante à luz da lua

Rostos, rugas e risos

Espalhados nas pupilas de tantas Marias...

3 commenti:

ClariDeggeroni ha detto...

Idosos me suscitam um grande respeito, certas rugas diria, merecem a reverencia de todos...

Estavas inspirada mesmo, em todos os sentidos, inclusive no tema... Como se faz para 'reproduzir' o espirito de uma pessoa em uma fotografia, como fizeste? Eh dom mesmo!... E a poesia foi util, como um caminho, por que nem todos sao dotados de grande sensibilidade assim... Principalmente para perceber que o passado dessas Marias 'estava' na foto (principalmente da primeira), estavam la, tive que acostumar olhos meio desacostumados, e alem de tudo eh muito bom ler esse post.

Anonimo ha detto...

belos Rostos, rostos marcados pela vida, rostos nús e crus, rostos que não sentem a necessidade de se mascarar para esconder cada emoção que a vida lhes deu...
beijinhos e parabéns pelas fotos que só demonstram a tua grande sensibilidade.

Anonimo ha detto...

Cada vez te admiro +... teus olhos vêem além ... bjs...Nadia