martedì, ottobre 09, 2007

Por que uma exposição? Por que Alucinações

Macondo e Mercado das Pulgas apresentam:
Exposição Fotográfica ALUCINAÇÕES de Francieli Rebelatto
Espetáculo Teatral HORLA de Leonel Henckes
Amanhã - Quarta-feira - 10 de outubro
20 horas

POR QUE FOTOGRAFAR?
Pixels: minúsculos invisíveis permeados de possibilidades. Sim, é assim que vejo a fotografia, um lugar em que ver é ver muito mais. Dedilhar minúcias das essências dos personagens, das paisagens, e quem sabe do nada. Sinto-me cercada de alucinações, de fantasias e de anseios que me fazem ir à busca daquilo que nossos olhos de argila não vêem. Vivo de entrelinhas, vivo de poesia e de uma maneira mágica clico o botão num espaço, num tempo, porém há tantos outros tempos, há tantos outros espaços, um dia estarei em todos: fotograficamente, pois, fotografia e sua subjetividade não é mero instrumento de minha expressão é minha impulsão de vida.

O QUE É A EXPOSIÇÃO ALUCINAÇÕES?

As imagens foram construídas durante todo o ano de 2007, quando de fato encontrei na fotografia meus anseios pessoais e profissionais sendo concretizados. Mas esta exposição diverge do carácter fotojornalístico a que minha formação é condicionada, e é fruto de uma necessidade libertária de usar a foto como suporte para criar minha própria maneira de representar o mundo através da arte.

Esse conjunto de imagens parte de fragmentos da minha realidade particular, que depois de manipuladas, possam ter no interior de seu texto sentidos universais, que cabe ao espectador identificar e tomar posse deles em prol de suas necessidades pessoais. Assim, como a idéia do espetáculo Horla, tento nas imagens ver o mágico-fantástico, elucidando para o espectador sentidos muito além dos aparentemente visível naquela imagem. A escolha das fotos, portanto, se deu num sentido de dialogar com o texto Horla, com suas hesitações e incertezas.

As imagens são em Preto e Branco, pois esse estilo dá mais possibilidade do espectador criar em cima daquela foto, já que não está condicionado a uma cor ali latente, tendo ele que se apropriar de sua maneira daquela arte exposta. São 30 imagens que serão ancoradas por fragmentos do texto Horla, disposta no espaço a fim de levar o público até o espetáculo.

As fotografias no seu conjunto constituem a exposição Alucinações, que parte também dos anseios vivido pelo personagem do espetáculo Horla, e que carrego comigo e como minha forma de ver o mundo, repleto de inseguranças, e de diferentes possibilidades de representar a realidade através de símbolos, através do aparentemente invisível.

3 commenti:

Secreta ha detto...

Pela "pequena amostra" imagino que seja um trabalho interessantissimo!
Beijito.

Nilson Barcelli ha detto...

Com este suporte, estaria de alma e coração na tua exposição, não fosse o mar (que nos liga) nos separar por tão longa distância.
Felicidades para a exposição Ou antes, parte uma perna, que é a expressão artística mais corrente por estas bandas para eventos onde a arte é raínha...).
Beijinhos.

delusions ha detto...

tenho tanta pena de não poder ver...pela descrição parece uma exposição fantástica, e eu adoro fotografia...

bjinho* e felicidades!