giovedì, ottobre 05, 2006

Eu já sabia...

Estava tensa naquele final de semana cinzento, idéias diabólicas passavam pela minha cabeça naquele cenário bucólico. Sentia cheiro de coisas estranhas no ar, um cheiro de tragédia, de morte. Tentei me livrar daqueles pressentimentos mórbidos, mas então eles entraram nos meus sonhos, custei a acreditar, sabia que quando eles vinham não iriam embora sem que algo acontecesse.

Por isso, passo dias angustiada, sufocada com o que eles querem me dizer. Sim eles vem e me perturbam, me dominam, me fazem passar meus dias na cama, sem vontade de nada, mas não me dizem nada, apenas se fazem presente para que eu saiba que algo vai acontecer. Pode parecer apenas ilusão do meu eu poético, mas não amigos, os pressentimentos a muito tempo fazem parte da minha vida, e a quem diga que por eles são bruxa, creio que não chega a tanto, mas que eles nunca me enganaram isso é fato.

Hoje, meu celular toca, e mais uma vez aquela angústia toma conta do meu corpo, que imóvel pega o celular devagar e apenas ouve. Sim, algo terrível havia acontecido, falei poucas palavras, apenas disse: Eu já sabia. Meu coração disparou, minha garganta secou e lágrimas escorreram sobre minha face cansada, aliás muito cansada.


O que fiz, então? Acendi uma vela, fiz uma breve oração e sai para a rua. E mais uma vez ao final de tudo isso me pergunto se ele realmente existe? Que motivos haveria de ser tão injusto?
Triste, muito triste, espero ao menos que os pressentimentos se afastem por alguns dias da minha vida, quero me ver livre deles, se é que isso é possível.

9 commenti:

mixtu ha detto...

é possível... a verdade é que não há caminhos... há caminhantes que fazem os caminhos...
eu já sabia... há que ter pensamento positivo

beijos desde o Mali

Vivis ha detto...

Além da sensibilidade,
tens uma intuição aguçada ...
é dolorido sim .
Beijo grande

Teresa Durães ha detto...

é possível
mas tem de se querer, primeiro de tudo

beijos

Diogo Ribeiro ha detto...

Tenho uma ideia do que é estar aprisionado nesse caso. Se eu contasse todos os pressentimentos que já tive aposto que muitos me chamariam de doido. Mas cada vez pareço ter menos pressentimentos desse género, o que na maior parte dos casos é uma benção.

Obrigado pela visita ao meu blogue. Até à próxima :)

Estranha pessoa esta ha detto...

...........

Louco de Lisboa ha detto...

Deixo-te um sorriso, na ausencia do que dizer...

Beijo

AS ha detto...

Vives angustiada por pressentimentos que julgas vão acontecer... não deves continuar com esse receio permanente, tens de lutar contra essa angústia que te deprime. Vive intensamente o milagre de viver e retira da vida tudo o que de bom ela te proporciona! Quero ver-te sorrir...


Um beijo...

arritmias ha detto...

de uma forma simples relembro-te que todos temos uma percepção muito pessoal das "coisas" que passam à nossa volta e com as quais interagimos.

tenta sempre ligar o polo positivo... isso ajuda!!

beso

Francieli Rebelatto ha detto...

MIxtu...realmente o que existem são caminhantes, e somos nós então que temso de escolher esses caminhos, mas quão difícil é tomar essa decisão, quando tudo depende de escolhas, de abrir maõ de algumas coisas em prol de outras...Mas enfim, tem que se ter coragem e pensamento positivo com certeza, hj já estou melhor, bem melhor...

Vivis, dói demais, creio que por que somos sensíveis demais por isso nossos pressentimentos nos tormentam...

Teresa...não sei de fato se quero, mas sei que nesse mnomento preciso...

Diogo, doido, sim assim somos julgados ou será que seríamos abençoados? fica aí essa pergunta no ar...

Estranha....??????

Louco...teu sorriso me ajudou muito, às vezes é apenas isso que basta para nos fazer melhor...obrigada......quanto ao que eu não disse, de fato não queria dizer, queria apenas dividir um sentimento que me sufocava,...

Frog, vivo intensamente não tenha dúvida, mas acho que essa intensidade faz com que vejamos um pouco além do senso comum, mas já estou a sorrir...

Tiago...não te preocupas hj acordei com o positivo muito ligado, foi apenas um pequeno colapso, que faz a vida ficar ainda mais interessante e menos mesquinnha....

Obrigada gente pelas palavras...beijos e cuidem-se