lunedì, ottobre 16, 2006

Mudando de concepções

Senti que escorria suor por debaixo do vestido, de repente, um calafrio tomou posse do meu corpo, e minha pressão despencou, segurei mais forte na mão dele e então depois de secar o suor do meu rosto e respirar fundo, consegui retomar a pose. Mas, confesso que as pernas continuaram a tremer em cima do salto um tanto desconfortável, mas oportuno para a ocasião.

Nos olhos dele lágrimas, nos olhos dela lágrimas, nos olhos de todos nós, muitas lágrimas. Um misto de alegria, de admiração, de nervosismo. Um momento perfeito, mágico, mais perfeito do que cinema, com direito a uma festa divina. Eles estavam se casando de uma forma bonita, sincera, leal.


E eu. Bom, eu, depois de me emocionar muito, pois sou a mais emotiva, chorando mais do que a noiva, e depois de me acabar fazendo festa, mudei minhas concepções em relação a casamentos. Sim, sempre achei algo extremamente desnecessário, sem cabimento, mas depois do casamento do meu irmão, mudei sinceramente de opinião. Não que eu vá querer me casar, mas acho que é sim um momento importante para quem o vive com sinceridade, com humildade, e com muita paixão. Por isso aproveito esse espaço, que é o meu espaço para homenagear e parabenizar meu irmão Márcio e Lisiane por esse momento tão bonito de suas vidas e que eu pude de muito perto acompanhar cada lágrima de alegria, de magia, de verdade.

Recuperei-me e na hora de sair da igreja já até sorria para os convidados, mas foi por pouco que não chamo mais atenção do que da noiva.

2 commenti:

Bia ha detto...

Quem não se comove com um casamento? Todos... é um acto lindo e sincero. As maiores felicidades para o teu irmão.

Andreia do Flautim ha detto...

Acredito que deve ser muito emocionante para os noivos.

Parabéns ao teu irmão!