giovedì, novembre 30, 2006

Estavas ali...

Estavas ali, caída, no chão, desamparada pela beleza de que um dia foi tua. Permanecia quente, de uma vivacidade imprescindível que conduzia meus passos até tua essência mais profunda. Da qual também já não lhe pertencia e da qual pouco tiraria.

Passei ligeiramente sobre a calçada, mas ao avistar-te, me avistei perdida no chão macio daquela rua indigna. O que fizeram de nós? Pergunto-me. O que fizemos de nós? Lamento já me dando conta de que nos jogamos gradativamente aquela alcova.

Foto: Francieli Rebelatto

Éramos passantes das ruas escuras, vibrantes de dizeres concisos, falantes de poesias bonitas, porém, somos agora vítimas do vazio da existência, da frieza com que nos ignoram. Somos aprisionadas ao ritmo frenético do movimento brusco dos pés humanos sobre nossa essência.

Mais do que tudo somos vítimas, ou responsáveis pela banalidade daquele chão que nos abrigou, pelo desprezo daquele que escarra ao passar e da indiferença daquele que simplesmente finge que nada somos em mais uma manhã de sol na rua larga da Zona Norte de Santa Maria.


Eu, porém, a vi, será por que com ela me identifiquei? Sei que olhei, me olhaste, parei, voltei, fotografei. Eras tu, era eu, éramos nós, em tão pouco, porém ai

6 commenti:

Francieli Rebelatto ha detto...

Apenas uma flor em sua melhor forma e expressão...

Francieli Rebelatto ha detto...
Questo commento è stato eliminato da un amministratore del blog.
Fernando ha detto...

Tempo, muito tempo, que cá não passo. Saudades mil, menina, mas não consigo mais parar na frente do computador para falar com os amigos.

Mas, queria dizer que como sempre tua sensibilidade me comove, mesmo não querendo que estejas com tais sentimentos. Te cuida..beijos

Bia ha detto...

A Flor caída no chão, flor onde todos passavem perto e ninguém via... tu viste, gostaste e usaste uma metáfora lindíssima para falar da vida.
Bela Foto, bela flôr e belo ser humano que tu és.
Um beijo e um bom fim de semana

david santos ha detto...

Olá!
francieli, o teu blog está muito bonito. Tem boas imagens e bons textos, parabéns.

blog "SÓ VERDADES"

Até sempre.

ClariDeggeroni ha detto...

Muitas vezes coloca-se diante das pessoas a pergunta: nesse momento vivo, ou somente existo?
Creio que a diferenca entre o viver e o existir esta justamente em perceber ou nao as flores que desabrocham, as flores que caem, as pequenas coisas que estao diante de nos, enfim.

Beijos