mercoledì, marzo 15, 2006

Os loucos também amam e por isso choram...

o choro mais copioso
das minhas entranhas brotou
no meu rosto senti arder as lágrimas
no meu corpo senti uma desesperada fraqueza
no meu rosto vermelho a agonia
mas ouvia uma música leve
olhava a lua poderosa de mais uma noite
e aos poucos senti a dor que me atormenta
as lágrimas prescrevem sua falta
a fraqueza é de não te senti
a música leve apenas tenta me acalentar
mas nem mesmo a lua consegue detê-las
Afinal fiéis companheiras...
são vocês minhas lágrimas.

Francieli Rebelatto

1 commento:

ph_bragon ha detto...

oiii tdo bem numa busca no google achei seu blog e queria saber se esse texto dos loucos tambem amam é de sua autoria...
bjos
ph_bragon@hotmail.com