venerdì, marzo 24, 2006

Um pouco do Peru...


Atravessar o rio bastaria para que estivéssemos em outro país. A idéia de estarmos no Peru nos fascinava, mas algumas pessoas diziam que não valia a pena, pois lá do outro lado só uma simples vila existia: A Vila de Santa Rosa.


Sem dar ouvidos a pré- julgamentos atravessamos o rio, num Domingo de manhã ensolarado (coisa rara nessa época), ao se aproximar do outro lado, aos poucos percebi que aquilo não era uma simples vila, mas tinha escondido em sua pequinês a grandeza de seres humanos, de construções, de natureza pura e pobre.



Numa pequena rua asfaltada andamos sem pressa a pé, o tempo suficiente para para registrar rostos cansados, brincadeiras de crianças. Construções velhas, outras recém-construídas e roupas no varal.

Nos mercados esteticamente coloridos, encontramos velhos dicionários de língua espanhola por 2000 pesos, certamente levamos. Uma banca de revistas enfeitava a varanda de uma casa, penduradas com grampo de roupas, relíquias vimos e certamente levamos.

Sorrisos nas caras morenas, moças e rapazes no caminho. Muitas árvores e muitas goiabas saboreamos naquele estreito caminho. Tudo ao som de várias músicas que ecoavam dos tantos bares cobertos de palha. Música colombiana, peruana ou até mesmo Banda Calipso.

Mas foi naquela simples Vila do Peru que meu coração bateu mais forte. Impressionados com os pequenos mercados esteticamente coloridos adentramos sempre a procura de algo interessante. Pois pendurada entre diferentes roupas, lá estava ela, linda, azul, encantadora. Sim, amigos uma simples camisa do Grêmio tão azul, quanto o céu e quanto nossa emoção.


Foram muitas as razões que fizeram de uma manhã de Domingo ficar mais bonita e colorida e foram dessas impressões que fizeram com que percebêssemos(alguns é claro) que a Vila ST. Rosa não era apenas uma simples vila, mas que nela encontramos motivos para torná-la tão imensa, quanto a vontade de estarmos em outro país.



Por vezes deixamos de conhecer ou fazer coisas por dar atenção a pré-julgamentos e privamos nossos olhos de captar verdades e percepções que mudam aquela forma de pensar e fazem as coisas valerem a pena e se tornarem bem maiores.

1 commento:

Francieli Rebelatto ha detto...

Essas são algumas das imagens do Peru e com certeza muitas virão ainda, e vários textos sobre essa incrível viagem postarei...Em breve...aguardem...