domenica, aprile 16, 2006

Aquelas primaveras e o outono de hoje...

O sol desponta lá fora
Cobre a primavera de luz...
Esquenta o outono de agora.

E eu aqui dentro lamento...
Saudades das primaveras .
E daqueles outonos.

De sentar ao sol na pedra no inverno.
De plantar as flores na primavera

Mas restam saudades daquela infância.
Resta saudade do tempo que não volta mais

Pois voltar somente às estações e os astros.
Pois sua dimensão é suprema.
Quem sabe um dia me torne brilhante que nem ele.

E possa voltar! Ao menos as lembranças persistem.
E as primaveras e outonos continuam no mesmo lugar...

Hoje sinto saudades da minha terra e da minha gente...Mas é páscoa e nada que um chocolate não apazigue...

1 commento:

Augusto M. Paim, vulgo Augustóteles ha detto...

Impressionante como é lindo o outono aqui no Rio Grande do Sul. Nossa, só quem está aqui neste 15 de abril de 2006, coincidentemente uma Páscoa, depois de dois dias chuvosos e nostálgicos, sabe do que nós (tô tirando a exclusividade da Fran) estamos falando.

Coisa linda!

Se você passou loiros e verdes anos da infância no Rio Grande do Sul, então, deve estar se contorcendo de lembranças e lambanças.

Ainda bem que amanhã já é segunda e o despertador lembra a gente que temos 20 longos anos de vida.