martedì, settembre 26, 2006

Caminhaste sozinho...voltaste em outras ondas.

Caminhou sozinho naquele dia em frente ao mar calmo. Estava tão sereno quanto à brisa leve que tocava seus cabelos bem penteados. Era esbelto, bem arrumado e conservava no olhar uma serenidade invejável. Não sabia ao certo o que ali procurava, entre as conchas e areia intacta. Não sabia o que aquele ar fresco da manhã o invocava. Sabia, porém que deveria continuar sua caminhada no ritmo solene dos seus passos miúdos e delicados.


De repente apenas mirava o horizonte, mas brevemente seu olhar se debruçava sobre a areia soberana mais uma vez. Mantinha a cabeça baixa, o que de certa forma limitava sua visão do dia que despontava por detrás de sua sombra. Estava em paz, porém não menos curioso, pelo fato de ter tido aquela vontade destemida de andar silenciosamente, de uma maneira jamais vista, quanto menos sentida pelos seus pés, quanto menos percebida pela sua alma. Então naquele dia devagar desfrutou de cada toque da areia nos pés, de cada barulho do mar ao se precipitar nas pedras, de cada raio de sol no seu corpo desprendido da prisão de pensamentos pesados, escuros, amargos.



Sentou-se mais tarde e apenas apreciou o findar de mais um dia, aliás, de seu dia. O único que definitivamente foi seu. Mais tarde nos encontramos e então vi em Pablo um admirável brilho no olhar, pensei que teria renascido, pensei que agora de fato teria reconhecido um verdadeiro Pablo. Senti-me feliz por ele, mas de fato frustrei - me, pois meu antigo Pablo foi levado pelas belas ondas de um mar distante.

9 commenti:

VEM SONHAR COMIGO ha detto...

Tão bonito.Levado pelas ondas de um mar distante...as ondas vão e vêm...quem sabe...o regresso.

Beijinho doce
Doceando:)

Francieli Rebelatto ha detto...

ë verdade, não tinha pensado nisso, o regresso, de fato ele é uma grande possibilidade...

beijos

Renata ha detto...

Como sempre divagando nessas palavras muito bem compreensíveis por quem te conhece, ou acredita que te conhece. Beijinhos loira lindona

Renata ha detto...
Questo commento è stato eliminato da un amministratore del blog.
arritmias ha detto...

o mesmo mar que o levou, há-de traze-lo...

PAULO SANTOS ha detto...

foi tua foto que me despertou a uma visita. Desculpa a sinceridade! Li teu comentario num blogg que frequento e a tua foto trás misterio. Li teu portugues correcto nesse blogg mas a tua imagem não me parecia lusa....
Vim saciar minha curiosidade e que grande viajem!!!!vim ao reino de D.Pedro....O pais irmão!
Adorei teu espaço e especialmente este post!Tem esperança!!!!

Deixo-te um beijo e um convite!!

Paulo Santos
www.interiornorte.blogspot.com

sotavento ha detto...

Há caminhos que têm mesmo de se fazer, até o das ondas!... :)

sotavento ha detto...

Há caminhos que têm mesmo de se fazer, até o das ondas!... :)

brisa de palavras ha detto...

nao te conhecia, mas gostei muito do que li...virei mais vezes certamente num distanteque vai e vem...
um abraço
brisa de palavras