martedì, novembre 21, 2006

Ai o verão. O que vai contar para seus netos...


Pode ser uma mera coincidência entre o fato de que faço comunicação e ao mesmo tempo admiro uma boa propaganda. Mas o que seria uma boa propaganda? Desprezando totalmente comunicação persuasiva, já que faço jornalismo, me firmo na idéia de uma boa propaganda é aquela que atende aos nossos anseios, que supre nossas necessidades: afetivas, econômicas, sociais, enfim.

Como diz nosso querido mestre da semiótica Professor Adair Caetano Peruzollo, comunicar-se é uma busca constante do outro, para suprir suas necessidades em prol das nossas necessidades também. Então, as propagandas suprem nossas necessidades e nós as consumimos, indiscriminadamente, e com muita satisfação quando se trata de uma propaganda eficiente.

Mas do que me proponho a falar. Para variar aquele “nariz de cera” (nariz de palhaço para alguns jornalistas) básico. Venho, porém até aqui para parabenizar a propaganda que tem me arrancado risos, me tem feito refletir a própria vida e o que tenho feito deste verão. E aí, já sacou qual é? Seja otimista meu amigo. Vai contar o que para seus netos, que ficou jogando aquele dominó? Humm, bom, eu depois de assistir a propaganda da Skol, decidi que vou aproveitar o verão com uma sirigaita, ou mais sirigaitas, afinal sou otimista, vou pular cachoeiras, tomar banho de sol, jogar aquela conversa fora no fim da tarde, andar de carrinho de lomba.

Vai dizer isso tudo remete a infância, meche com nossas necessidades entravadas pelo ritmo frenético de nossas vidas condicionadas a aula, a trabalho, a computador, a instrumentos portáteis, a responsabilidades sociais sem maiores prazeres, enquanto o verão ta aí meu amigo. E o que vamos contar para nossos netos? Que ficamos jogando o dominó.

De fato ela me conquistou. Ela? A propaganda? A skol? Não, apenas a narrativa escolhida, a mensagem persuasiva que faz minha garganta pedir mais uma. Malditos publicitários, vão entender das “minhas” (e de todos nós) necessidades desse jeito lá na p.....praia, afinal seja otimista meu amigo. E muitas sirigaitas, nos tragam.

Acordei feliz hoje? Não, sei, sei que acordei com vontade de voltar a viver intensamente, pois essa sou eu de fato, não só nas fotos, como também com brilho no olhar.

7 commenti:

Redd ha detto...

negócio interessante essa semiótica... lembro q qdu ouvi falar a primeira vez disso foi como uma revelação... rsss

nossa, é ótimo ficar de bem com a vida! se os pessimistas soubessem de como isso faz bem pra saúde!!!

dreams ha detto...

quantas vezes nos preocupamos mais com o destino da viagem, esquecendo sempre de aproveitar o espaço que decorre entre o início e o fim...
quantos de nós só percebem que não viveram quando afinal não têm mais tempo e a saída é já aqui...

vamos viver a vida, enauqnto a pudermos viver...
disfruta do teu verão :)

um beijo doce * e um até já...
“·.¸Dreams¸.·”

pensamentos_vagabundos ha detto...

sim,vive intensamente,não desperdices a vida...
beijo vagabundo

Bia ha detto...

Assim é que é falar amiguinha!!!
aqui não é verão... que pena...
Aproveita bem o sol e vive intensamente afinal esta vida são dois dias e este já está na conta...
As fotos são lindas como tu, e o brilhozinho no olhar é o mais importante.
beijokas, já vi que estás bem. Fico feliz por ti.

Lord of Erewhon ha detto...
Questo commento è stato eliminato da un amministratore del blog.
Segredos e Gemidos ha detto...

é tão bom estarmos bem conosco prprios e com a vida!

Anonimo ha detto...

Espero que acorde sempre feliz..... bjs Nadia